São Paulo / SP - quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Histeroscopia

Histeroscopia

Histeroscopia Diagnóstica e Histeroscopia Cirúrgica 

 

A Histeroscopia Diagnóstica, também conhecida como Endoscopia Ginecológica, é uma técnica usada para avaliação direta da cavidade uterina e do canal cervical, através da introdução pela vagina de uma fina óptica que varia de 1,2mm a 4mm de diâmetro, que leva luz ao seu interior, bem como gás carbônico para distendê-la, tudo controlado pelo histeroflator, oferecendo proteção e segurança quanto à absorção de CO² pela paciente. A essa óptica acopla-se uma micro câmera, que leva a imagem até um monitor, permitindo uma visualização com nitidez.

.

É um exame para complementar outros, propiciando um diagnóstico mais precoce e mais preciso de algumas patologias uterinas. Normalmente é realizada em consultório, dispensando exames pré-operatórios.

.

As principais indicações são:

Abortamento habitual;
Alteração do ciclo menstrual;
Espessamento endometrial;
Identificação e localização de restos ovulares;
Indicação e controle de cirurgia uterina (ablação endometrial,   metroplastia, miomectomia, lise de sinéquias);
Investigação de esterilidade e infertilidade:
Fator uterino (diagnóstico de miomas, pólipos, septos, sinéquias);
Fator cervical (diagnóstico de estenose do colo uterino);
Líquido em cavidade uterina;
Localização e retirada de corpos estranhos;
Sangramento uterino anormal;
Diagnósticos de lesões pré-malignas do endométrio realizando biópsia Dirigida para posterior análise anatomopatológica;
Pacientes no climatério, que poderão ser submetidas à reposição hormonal, para excluir qualquer patologia endometrial.  

 Para investigação de patologias, a primeira fase do ciclo menstrual – 8º ao 15º dia – é a indicada para a realização do exame, propiciando:

Melhor visualização do canal cervical;
Melhor visualização das imagens, pois o endométrio se apresenta mais fino e plano;
Menor dificuldade de passagem do aparelho pelo orifício interno do colo;
Ausência de muco intra-cavitário;
Gravidez descartada.  

 Para investigação de infertilidade, o exame deve ser realizado na segunda fase do ciclo menstrual – após o 15º dia – para obtenção de um melhor estudo do endométrio.

 

Em mulheres que usam pílulas anticoncepcionais, na pós-menopausa ou em casos de urgência, o exame poderá ser feito em qualquer época.  

   .

Após o exame, que tem uma duração média de 5 a 10 minutos, a paciente pode retornar às suas atividades normais.  

 .

Quanto a Vídeo-Histeroscopia Cirúrgica, esta é realizada em centro cirúrgico, normalmente com anestesia de bloqueio peridural, sendo o período de internação de aproximadamente 8 horas.  

   .

As principais indicações da Vídeo-Histeroscopia Cirúrgica são:

Retirada de miomas intra-cavitários de até 4 cm;
Retirada de pólipos;
Retirada de septos (metaplasias);
Visualização e retirada de DIUs perdidos;
Ressecção total do endométrio – Ablação do Endométrio – nos casos de sangramento uterino anormal sem alguma patologia prévia encontrada, evitando portando um procedimento de maior porte e maior risco como a Histerectomia.      .

Para a paciente são muitos os benefícios da Vídeo-Histeroscopia Cirúrgica, tais como:

Redução do custo de saúde;
Menor permanência em ambiente hospitalar;
Cirurgia menos agressiva;
Sem cortes cirúrgicos;
Coleta mais precisa de materiais para exame patológico;
Contribuição para o aumento da expectativa de vida da mulher, uma vez que muitas patologias são precocemente diagnosticadas e tratadas.   .

A Histeroscopia deve ser sempre a primeira opção. A Curetagem, embora ainda muito utilizada, só deve ser feita em lugares onde não existe o Histeroscópio e um profissional habilitado.  

 .

Este procedimento não pode ser realizado em gestantes nem em mulheres com suspeita de gravidez.  

 

 Autor:    Dra. Renata Zito

 Coautor: Sônia Regina Juliani  

. 

Fonte:

         Manual de Ginecologia da Maternidade-Escola Assis Chateaubriand, Universidade Federal do Ceará.

         Guideline de Histeroscopia da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana.Gi

-  Histeroscopia - La