São Paulo / SP - segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Gestação: Cigarro e Álcool

  

Cientistas ingleses estudaram e verificaram uma associação entre o uso de cigarro e álcool durante a gestação e o desenvolvimento de sintomas psicóticos na adolescência. O estudo prospectivo foi publicado no The British Journal of Psychiatry deste mês.

.

O estudo Avon Longitudinal Study of Parents and Children (ALSPAC) realizado  por cientistas do Departamento de Psicologia e Saúde do Instituto de Pesquisa da Universidade de Warnick (Department of Psychology and Health Research Institute), no Reino Unido, revela que o cigarro e o álcool usados durante a gestação estão associados a maior risco de psicopatologias na adolescência.

.

A pesquisa longitudinal com 6356 adolescentes mostrou que o uso de cigarro durante a gravidez está relacionado ao aumento do risco de sintomas psicóticos suspeitos e definitivos. O uso de álcool não mostrou uma associação linear, mas o efeito aconteceu quase que exclusivamente naqueles descendentes de mães que ingeriam mais de 21 drinks por semana. O uso materno de maconha não mostrou associação com sintomas psicóticos nesta avaliação.

 

O presente trabalho mostra que os fatores de risco para o desenvolvimento de sintomas psicóticos pode ter sua origem em etapas precoces do desenvolvimento. Estudos posteriores sobre como a exposição fetal no útero materno ao cigarro afetam as funções e o desenvolvimento cerebrais pode ajudar a entender a patogênese dos fenômenos psicóticos.

.

 Fonte: The British Journal of Psychiatry de outubro de 2009