São Paulo / SP - segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Gestação: Exercícios

Gestação: exercícios reduzem o peso do bebê ao nascer e podem ajudar na prevenção da obesidade futura, segundo artigo publicado no Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism

 

Atividades físicas regulares durante a gravidez estão associadas ao peso discretamente mais baixo dos bebês ao nascer e podem ajudar a prevenir a obesidade futura, segundo estudo publicado no Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism.

 

Foi realizado um estudo randomizado e controlado com oitenta e quatro mulheres (de 26 a 34 anos, índice de massa corporal (IMC) médio de 25,5 mais ou menos 4 kg/m²) em sua primeira gestação. As participantes realizaram exercícios aeróbicos de moderada intensidade pedalando por 40 minutos em bicicletas ergométricas em casa, no máximo 5 vezes na semana, e foram comparadas a um grupo controle que manteve suas atividades rotineiras sem alterações durante o período estudado. Não foram incluídas no estudo mulheres de gravidez de alto risco. O objetivo era determinar os efeitos dos exercícios aeróbicos regulares durante a 20ª e a 36ª semanas de gestação em relação à sensibilidade materna à insulina e os resultados para o recém-nascido.

 

Paul Hofman e colaboradores das universidades de Auckland e do norte do Arizona observaram que os recém-nascidos de mães que se exercitaram durante a gravidez apresentaram peso corporal discretamente menor e IMC mais baixo quando comparados àqueles nascidos de mães que não praticaram exercícios, além de apresentarem níveis mais baixos de IGF-I e IGF-II no sangue do cordão umbilical. A sensibilidade materna à insulina não foi afetada pelos exercícios. O peso corporal, apesar de mais baixo, é muito saudável para os bebês e pode ajudar a evitar a obesidade futura nestas crianças.

 

Os resultados mostram que atividades físicas regulares durante a gravidez estão associadas com peso discretamente mais baixo dos bebês ao nascer e concentrações menores de peptídeos relacionados ao crescimento no sangue do cordão umbilical, sugerindo uma influência dos exercícios na regulação hormonal do crescimento.  Estes efeitos no crescimento dos recém-nascidos não estão associados aos efeitos das atividades físicas na sensibilidade materna à insulina. Não houve diferença no comprimento dos recém-nascidos nos dois grupos, na duração da gestação ou no peso corporal materno.

Para a maioria das gestantes saudáveis, a pesquisa reforça a recomendação de pelo menos 30 minutos de atividades físicas moderadas ao menos cinco vezes na semana. Alguns estudos já demonstraram que a prática de até 60 minutos diários geralmente é segura para a maioria das grávidas sem contra-indicação aos exercícios.

 

Fonte: The Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism de 24 de março de 2010

 

            Sempre procure um médico para efetuar   seu diagnóstico , indicar procedimentos e prescrever medicações.